Caminho:
Maquiagem inclusiva: produtos de beleza acessíveis para pessoas com deficiência

Maquiagem inclusiva: produtos de beleza acessíveis para pessoas com deficiência

Maquiagem e Beleza
Foto de Anderson Guerra no Pexels

A indústria da beleza está se tornando um espaço mais inclusivo para pessoas com deficiência. Descubra marcas que atuam conforme política de inclusão e entregam produtos acessíveis

Você já parou para pensar sobre a acessibilidade no universo das marcas de cosméticos? Ao tentarmos visualizar situações cotidianas, como a experiência de compra de produtos de beleza por uma pessoa cega ou os desafios de abrir uma embalagem para alguém com deficiência ou mobilidade reduzida, conseguimos obter uma compreensão, mesmo que limitada, das dificuldades enfrentadas pelas Pessoas com Deficiência (PCDs).

Certamente, as diversas deficiências podem impactar de maneiras distintas as dificuldades enfrentadas pelas pessoas ao se maquiarem. Cada tipo de deficiência traz desafios específicos, e a indústria da beleza está cada vez mais reconhecendo a importância da inclusão e da acessibilidade. Vamos explorar algumas das maneiras como diferentes deficiências podem influenciar a experiência de se maquiar:

Deficiência Visual:

Indivíduos cegos ou com baixa visão podem enfrentar dificuldades ao identificar cores, escolher produtos e aplicar maquiagem. Ferramentas e embalagens táteis, além de instruções em Braille, podem ser úteis.

Deficiência Motora ou Mobilidade Reduzida:

Abrir embalagens, segurar pincéis e aplicar produtos podem ser desafios. Embalagens adaptadas, pincéis com pegadores ergonômicos e produtos em formatos práticos podem facilitar.

Deficiência Auditiva:

Instruções visuais, tutoriais com legendas e feedback visual podem ser úteis para quem tem deficiência auditiva.

Deficiência Cognitiva e Intelectual:

Desafios de Memória ou Concentração: Produtos com embalagens simples, passos claros e instruções visuais podem ser mais amigáveis para pessoas com essas deficiências.

Desafios de Coordenação: Ferramentas simples e intuitivas, além de embalagens práticas, podem facilitar o processo.

Visto isso, algumas marcas, conforme o portal Steal The Look, já estão fazendo a sua parte e iniciaram a fabricação de produtos mais acessíveis para pessoas com deficiência objetivando a inclusão. Confira:

The Vamp Stamp

Veronica Lorenz, maquiadora e co-fundadora da BeautyBlender, após passar por uma cirurgia por conta de um tumor benigno na coluna que resultou em limitações na mobilidade das mãos, viu sua relação com a maquiagem mudar abruptamente. Assim, lançou a marca The Vamp Stamp que oferece instrumentos destinados a auxiliar indivíduos com limitações de mobilidade a alcançarem o delineado perfeito, bem como outras técnicas de maquiagem, uma inovação única no mercado!

Deficientes Indignados Br - 12/06/2024
Foto: reprodução/ instagram @the_vampstamp

Rare Beauty

Um exemplo de marca que incorporou em sua essência o compromisso de atender às necessidades das pessoas com deficiência é a Rare Beauty, uma linha de maquiagem criada por Selena Gomez. Com a missão de combater o estigma em torno da saúde mental e promover a descoberta da importância do amor próprio, a marca também coloca grande ênfase na inclusão. Além da extensa gama de tons, as embalagens dos produtos foram projetadas de maneira a facilitar o manuseio por pessoas com habilidades motoras reduzidas.

Embora a marca nunca tenha declarado explicitamente, os fãs acreditam que essa abordagem acessível está relacionada ao diagnóstico de lúpus da cantora, que ela fala abertamente desde 2015. As tampas arredondadas foram desenvolvidas para simplificar a abertura dos produtos, o que é especialmente útil para quem enfrenta limitações de movimento, algo com o qual Selena também lida devido à sua condição de saúde, resultando na perda de força nas mãos.

Deficientes Indignados Br - 12/06/2024
Foto: reprodução/instagram @rarebeauty

HAPTA – Lâncome

Durante a Consumer Electronics Show (CES), nos Estados Unidos, a Lâncome introduziu o HAPTA, um dispositivo impulsionado por inteligência artificial que atua como uma alça estabilizadora para facilitar os movimentos dos braços e mãos, tornando a aplicação de maquiagem mais conveniente.

Atualmente em fase de protótipo, o HAPTA está projetado para a aplicação de batons, mas há a promessa de que, no futuro, será capaz de aplicar diversos outros produtos, incluindo base, máscara de cílios, sombras e blushes. O lançamento nos Estados Unidos está previsto para 2024, com um preço de 199 dólares.

A expectativa é que essas marcas representem apenas o início de um movimento em que gradualmente outras empresas reestruturem suas embalagens e produtos para atender às necessidades das pessoas com deficiência. Afinal, um design inclusivo, assegura que o principal propósito desse setor seja alcançado: ser um meio para promover e manifestar o apreço pelo amor próprio.

Maquiagem Inclusiva
Foto: reprodução/ instagram @lancomeofficial

Para saber tudo sobre Deficiência Intelectual, Síndromes e Transtornos, siga a Apae Curitiba no Facebook e Instagram.

Lorena Motter Kikuti

Fonte: APAE Curitiba-PR

Compartilhar:

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Posts Relacionados

Crie uma nova perspectiva para sua empresa.

Anuncie aqui! (1260px x 240px)
Nenhum número escolhido ainda
0
Would love your thoughts, please comment.x
Pular para o conteúdo